Verdade

Não me censura Que eu escrevo com mais vontade Publico com mais coragem Sem ter medo da mensagem

Não me censura Que eu sussurro aqui no palco E vira grito ecoado O que você queria abafado

Não me censura Que eu aumento o volume no pancadão Vai ter dança até o chão E baile em revolução

Não me censura Que eu atuo na calçada Declamo reclamo clamo E parto pro tudo ou nada

Não me censura Que eu chamo o povo pra rua Ninguém me esconde Sempre apareço Sou a verdade nua e crua